Se sou mais que uma pedra ou uma planta?
Não sei.
Sou diferente.Não sei o que é mais ou menos.
Fernando Pessoa.

terça-feira, 21 de junho de 2011

O amor tem vezes, é apenas uma tarde amarela de infância,
 ou as pitangas da quitanda da esquina...
O amor tem vezes , é tão pleno e plano que não sente necessidade de aprisionar...
Transborda em azul derrama-se em mar.

2 comentários:

  1. O mar encerra vida e esperança.

    ResponderExcluir
  2. Ser diferente é poder sempre ter algo a dividir com os demais que não são iguais...
    Abraços

    ResponderExcluir